Meu perfil
BRASIL, Sul, FOZ DO IGUACU, PARQUE RESIDENCIAL TRES BANDEIRAS, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Informática e Internet, Livros, esportes
Outro - afonsoecris@ibest.com.br

Histórico
01/10/2006 a 31/10/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Recanto das letras
Professor
MUNDO CATOLICO
FOTOS LEGAIS
POETA DE DEUS
SITE Massa Jovem
Santo Casamenteiro
ORAÇÕES E MENSAGENS DE AMOR
FAMILIA DO AFONSO







 ORAÇÃO DE FÉ

Seja sempre fino e puro
Como a água que jorra da cachoeira
Ou como a seda escorrida em gotas.
              Procure sempre,
              Lutar pela vida do homem
              E pelo infinito e verdadeiro amor de Deus.
Sendo assim, descobrirás
Que no final de tua jornada
Tudo se concretizou.
              Em toda obra boa
              Está a mão do criador
              Que age despercebidamente
              Sem que o descrente a perceba.
Seja sempre caridoso e limpo
Ou fino como gotas d'água,
Que na cachoeira da alma,
Transbordam em sua pureza.
              E que Deus te abençoe
              Num gesto de extrema confiança te liberte
              Até que a mão da morte
              Te leve para o sonho da vida eterna. AMÉM...
    



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h09
[] [envie esta mensagem]



 LONGE DE Ti

Longe de ti...
                 a vida vagueia,
                 a alma pesa
                 e o coração cai prostrado em terra.
Longe de ti...
                 Não há caminhos para andar,
                 Não tem batalhas para lutar,
                 Não existe vida para brotar.
Longe de ti...
                 as estrelas deixam de ser belas,
                 as rosas perdem seu perfume
                 e o aniversário não terá sentido.
Longe de ti...
                 o mundo para de girar,
                 os sonhos se desfazem em pesadelos
                 e as crianças choram por um carinho.
Longe de ti...
                 não há sol nem mar
                 nem dias, nem noites;
                 Só haverá trevas.

Longe de ti...
                 O homem se perde numa devastada
                  busca de valores,
                 para justificar seus erros,
                 lutando contra a vida e a morte.

 


    VÔO


No interior deste ovo
Estou  para vir ao mundo...
              Aqui dentro pressinto algo estranho
              Angustiante e esquisito.
Não será um nascimento comum,
Sou diferente e estranho.
              Agora estou livre, desgarrado;
              Liberto do maravilhoso ovo.
Posso voar pelos verdes campos,
Nadar na alva água do oceano.
              Ao longe no horizonte, um amigo,
              Muitos amigos, milhares deles.
A infância ia tranqüila, voando livre;
Na montanha, na praia e no campo.
              A vida era uma festa mágica
              E o amor não tinha limites.
Voando alto sentia o espírito
E o mundo parecia não ter mais fim.
              Cresci!... que pena!...
              Meus vôos agora são rasantes.
Meus amigos agora são alguns,
Talvez nenhum.



                                  FERIRAM  MEU  AMIGO


Hoje...
Hoje, tenho vontade de fugir do mundo,
Fugir da sociedade, das pessoas;
Fugir da vida.
Pois ontem...
Ontem, pessoas que se dizem cristãos,
Pessoas de crucifixo no peito;
Levadas pela fúria da fofoca
Desabaram o mundo.
Hoje...
Hoje tenho vontade de fugir do mundo,
Vontade...
Vontade de ficar só,
Vontade de pensar,
De chorar, de andar.
Ontem...
Ontem meu coração partiu,
Fiquei triste e procurei não demonstrar;
Tentei  fugir...
Más, não deu.
Pessoas falavam, zombavam
E triste continuei.
Hoje...
Hoje, tenho vontade de fugir do mundo,
Tenho vergonha das pessoas;
Porque não conhecem o valor do perdão,
Não sabem que o perdão;
É uma forma de vida,
Vida de paz.
Hoje...
Hoje, tenho vontade de fugir do mundo;
Fugir da violência, da ignorância,
 Da falta de fé, da incompreensão.
Hoje...
Hoje, tenho vontade de fugir do mundo;
Porque ontem...
Ontem feriram meu amigo.





 Escrito por AFONSO SILVA às 14h08
[] [envie esta mensagem]



 

GRITOS NO AR

Como possuir a essência
Do corpo e da alma,

No sonho sussurrado ao vento;
Se és aventureiro de outras galáxias
Perdido entre as entranhas do destino,
No tempo do ocaso ao sinal do amor...

No encontro prateado da lua,
A lava ardente e fogosa do sol
Em delírio luminoso da dor...

Vagueia coração, desperta
Na miragem, inocência da manhã...

Gaivota que voa gritando no ar
Enlouquece o paladar da flor,
Quebrando a corrente entre a vida e a morte;
Ilusão da marisia no suspiro do ar
Que na boca do mundo, invocam os santos
Deixando de lutar pela magia do prazer...

Raio do começo do entender
Abrindo espaço, tal pureza d'água;
Sem olhos queimados no cântico do mar,
Nem noites alucinantes na praia da solidão...

Estrela silenciosa na esperança do além
Que cai por terra em grossas nuvens de pó,
Crepúsculo carinhoso e afagos de amor;
Perdidos em constante tensão
De murmúrios dos sonhos misteriosos
Da paranóia ao orgasmo que evade
Nos segredos do ser universal.

    


   RENASCER


Com o passar da aurora
Verdejante campo de luz,
Ao renascer de uma nova vida
No infinito ciclo humano;
Percebe-se a loucura do homem.
                        O inseto recebe uma nova chance
                        Num outro encontro com o mundo,
                        Ignorando a existência anterior
                        Onde o ciclo progride da direção do absoluto.
No despertar da primavera
Em que cheio de graça,
O animal humano vive;
Progride na estrada escolhida,
Tornando-se livre de espírito
Ao descobrir a matéria conquistada
No encontro do universo.
                        A vagar pelo espaço infinito
                        No retorno da nova primavera
                        Como a espera de um cadáver;
                        Perde-se o sentido da alma.
Acróstico conturbado pensamento
Perdido nos escombros da dúvida
Que grita como uma nova aliança:
É preciso parar e refletir.
                        No renascer da vida presente
                        Abandonando outrora o passado;
                        Nesta massa cinzenta em entendimento,
                        Procura-se um sentido, uma resposta.
Na morte a vida,
Na procura o encontro;
Na vida a morte,
Na espera a resposta;
E a vida continua...
                        No nascimento onde a sorte está lançada,
                        Prescrita ou narrada: lutas, derrotas, sofrimentos;
                        Fracassos, aprendizagem e desespero.
                        Conquistas, alegrias, ensinamentos; felicidade, fé e amor.
Nos pesares o encontro,
A espera do julgamento;
Onde a decisão, felicidade ou desespero,
Vida ou morte, inferno ou paraíso eterno.


         O  CEMITÉRIO

No alto do morro
Cercado de arames,
Uma cruz cintilante
Na entrada do jardim.
                             Cruzes por todos os lados
                             Sobre moradas de tijolos.
Por todos os lugares
Corria um vento úmido,
Um vento frio e gelado
Onde repousam os que morreram.
                             Sepulturas...
                             Sepulturas de pobres e ricos.
Túmulos...
Túmulos que são guardiões;
Guardiões de corpos e ossos,
Ossos que viram pó;
Pó que se mistura com a terra,
Na terra que tudo apaga.

Moradas...
Moradas de crianças
                     Homens
                    Mulheres
Lembranças...
Lembranças que ficam na lápide,
Na lápide que tudo esquece.
                        Soldados...
                        Soldados que se fizeram história
                        Na vida de cada um.
Vida esquecida pela terra,
Vida que continua na eternidade;
Na eternidade com Deus,
Com Deus que é glorioso
E na sua glória surgirá
Para ressuscitar os mortos.



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h05
[] [envie esta mensagem]



PALAVRAS DE CARINHO

Quero ouvir a tua voz
A me dizer palavras...
                   Palavras de carinho.
Quero sentir o teu corpo
Bem juntinho ao meu;
Quero ver os teus olhos
Me falando baixinho...
                   Palavras de carinho.
Quero provar teus lábios ardentes
E sentir teu beijo inocente;
Quero em meus braços me perder
E escutar tua voz a me dizer...
                   Palavras de carinho.
Quero tocar em teu peito
E me perder de amor;
Quero me entregar pouco a pouco
E baixinho escutar palavras...
                   Palavras de carinho.



                               SONHOS   DESFEITOS


Morena...
Das noites quentes de verão
Quando dos raios do sol poente
Que te miram no relance do entardecer,
Ficas prisioneira na mente;
Como fogo na mata virgem
De dias que outrora virão.
Morena...
De olhar profundo,
De lábios quentes,
E corpo exuberante...
Morena...
Calada de dias e noites,
Incandescência que nas trevas iluminam
O fogo ardente de uma paixão.
Morena...
Que da montanha desponta
O brilho das lentes fluorescentes;
Do coração daquele que ama,
Perdido numa inconstante ilusão.

Morena...
De sonhos desfeitos,
De vida em conjuntura
No diadema remanescente da primavera
Que reluz tristeza no ponto crucial
Como dilema de prantos e dor.
Morena...
Do apocalipse da multidão,
Perdição que outrora julga,
Da cruz de mármore se faz canção.
Morena...
De cabelos em negridão,
De peito sucumbido em prazer,
De vida embriagada de choro
E beijo ardente de amor.
Morena...
Que prediz em seu ser a vida e a morte,
Do coração em paranóia ardente;
O dia do paralipse,
Ou simplesmente morena
Dos sonhos desfeitos...

            


                         

 

FAÇA  UMA  ORAÇÃO

Faça uma oração...
Quando terminares as tarefas do dia
 E sentares no sofá para ver tv;
Quando olhares para o céu contemplando a
Lua-cheia majestosa e fascinante;
Quando pensares que a vida carregada de problemas
Já não faz mais sentido...

Faça uma oração...
Mesmo que seja por alguns segundos
Ou por um minuto, pense no criador e
Agradeça ao menos a chance de viver.

Faça uma oração...
Quando não tiveres ninguém para conversar,
Quando sentires um vazio dentro do coração,
Quando o mundo esquecer tua existência...

Faça uma oração...
Mesmo que te sintas desprezado,
Com raiva, com ódio.

Faça uma oração...
Quando alguém te rejeitar,
Quando com palavras te escandalizarem,
Quando com brutalidade te ferirem...

Faça uma oração...
Sinta o criador que quer dialogar,
Deixe entrar em seu coração a paz,
Permitas que "Ele" amenize tuas dores.

Faça uma oração...
E descobrirás que o mundo
Continua a brilhar apesar
De todo o sofrimento humano.




 Escrito por AFONSO SILVA às 14h02
[] [envie esta mensagem]



   


   

                      UOL Busca INCONSTÂNCIA

Perdido numa inconstância
Na incoerência da vida,
Entre dois caminhos
Na qual se precipita uma cautela,
Onde um caminho é curto
E o outro é longo.
                             Do curto nada se espera,
                             Nada se constrói, tudo se perde;
                             Onde a vida termina esquecida
                             Pela dimensão do espaço;
                             Onde o infinito transforma-se
                             Nas cataratas de um abismo.
O caminho é longo,
Porém saudável na intensidade do universo;
Onde propostas de vida são feitas
A cada instante, a cada momento;
 Em que a vida se eleva
Na máxima dimensão do cosmos;
Numa resposta que seja:
De fé, Cristo e Deus.


                

         EM BUSCA DO SILÊNCIO


Em busca do silêncio
                        Em cada hora
                        Em cada minuto
                        Em cada segundo
                        Onde o mundo inteiro
                        Torna-se estacionado.
Em busca do silêncio
                        Onde o mundo inteiro
                        Está em pleno movimento;
                        Descubro o silêncio
                        Num canto qualquer.
Em busca do silêncio
                        Passa-se horas triste escutando a voz do mundo
                        Apreciando a natureza, ouvindo o coração falar mais alto
                        Fazendo do grito uma canção.
Em busca do silêncio
                        Cada momento é importante; sonhar sozinho;
                        Criar coragem, ressuscitar o verdadeiro amor
                        E viver a vida; não só de palavras,
                        Mas, de silêncio.



 Escrito por AFONSO SILVA às 13h59
[] [envie esta mensagem]



 

POR MAIS ESTA PRIMAVERA

Agradeço...
Agradeço a natureza que hoje desponta
Formosa e radiante quando outrora
Foi no dia em que o primeiro
Choro forçado por uma palmada
Surgiu no mundo.

Agradeço...
Agradeço a meus amigos
Que me fazem companhia
Nesta caminhada da vida
Onde todos numa única finalidade
Se finalizaram  na consagração do universo;
Desvendando o vendaval de amor.

Agradeço...
Agradeço aquela formosa criatura
Que com muito amor, carinho e dedicação
Vem  lutando com toda a sua alma

E juntando esforços, que jamais
Outra igual faria melhor.

Novamente agradeço...
A esta formosa criatura
Que nos momento difíceis
Se conforta apenas com o sorriso
De seu filho no êxtase
De um amor humano e infinito.

E mais uma vez agradeço...
Agradeço a minha consciência
Que me conduz nesta batalha
Mostrando sempre a verdadeira
Trilha a seguir.

Enfim agradeço...
Agradeço ao bom Deus que faz-se presente
A cada instante, dando prova de ser
Verdadeiro e absoluto, amor consagrado
Na vida deste pequeno ser que deseja

Chegar aos seus braços
Num dia de eterna beleza;
De bagagem cheia,
Luzente na concretização das estrelas.

Por mais esta primavera agradeço...

Agradeço a minha Mãe e a Deus
Que me deram a oportunidade
De vir ao mundo...
De nascer...

 


                        MENINA  MOÇA

Menina moça...
Sofrida obstinada em busca de um ideal;
Não se descobriu, não conhece a realidade,
Entre o bem e o mal...

Flor frágil, pirada...
Alerte-se para a vida;
Não há razões para morrer,
Num mundo onde tantos querem viver...

Diz, não ter vontade de viver...
Como se a existência fosse eterna felicidade;
Como se não existisse espinhos e barreiras,
Que a natureza obriga a vencer...

Rosa ferida...
Não há razões para reclamar;
Pois muitos neste momento,
Não ouvem, não falam e nem enxergam...

Mamão sofrido...
Não há razões para viver de tristezas;
Num mundo de alegrias,
Onde tantos não podem desfrutá-lo...

Fruta vivida...
Não morra de sede;
Pois o poço da vida,
Fica bem perto de você...

Elo perdido...
Siga o caminho do arco-íris;
Procure e o encontrará,
No labutar do infinito...

Menina moça...
Descubra o manto da noite;
Onde achará a felicidade,
Caminhando na estrada de Deus...



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h51
[] [envie esta mensagem]



 HORIZONTE

Procuro um alguém...
Que me dê uma certeza
Uma certeza que me leve a um caminho
Um caminho que me mostre uma meta
Uma meta que signifique um ideal
Um ideal carregado de amor
Um amor que me dê muita paz
Uma paz duradoura que me leve a Deus...

Procuro meu Deus...
Que me deu uma força
Uma força que me levou a uma rota
Uma rota que me mostrou uma esperança
Uma esperança que significou uma vida
Uma vida carregada de amor
Um amor que me deu um sentido
Um sentido que era de paz
A paz do meu Deus...


Procuro um horizonte...
Que me dê aquela paz
A paz que significa uma vitória
Uma vitória carregada de fé
Uma fé imensa de verdades
Verdades que me leve a um caminho
 Um caminho que seja humano
Humano assim como meu Deus...



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h47
[] [envie esta mensagem]



 PORQUE?...

Estou nessa...
Não sei porque,
Infelicidade!
Talvez não!
Tenho tudo para ser feliz.
Aventura!
É possível, não tenho certeza.
Falta de carinho, compreensão!...
Não sei, não sei!
Quero ver a lua bela, majestosa;
Quero amar a natureza, percebê-la;
Quero esquecer as maldades dos homens;
Os problemas da vida;
Quero ficar na minha,
É, quero que os homens se danem;
Eu, eu sou o centro do mundo,
Eu vivo para mim.
Quero curtir a minha vida,
Sem ninguém para interferir.
Estou nessa...

E vou continuar nessa,
Enquanto não perceber que vale a pena mudar.
Estou nessa...
Não sei porque!
Talvez seja uma fuga,
É, talvez...
Não importa;
O que eu quero é ficar na minha,
Curtir a minha vida,
Da maneira que achar melhor;
Sem ninguém para interferir.
Estou nessa...
Por que?
Não sei!...



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h46
[] [envie esta mensagem]



    

  A  volta final

Como um raio cortando o céu azul
Ele surgirá, sem assustar, nem molestar;
Pois estará sentado no trono da vida e da morte
Para cumprir o final do apocalipse.

Como um trovão depois do som da trombeta,
Sua voz ecoará até os confins do universo;
Invocando as almas plenas de fascínios
Para fechar o livro da vida no universo.

E neste dia a balança astral acordará
Julgando o bem e o mal de cada ser
Para a libertação do ex-humano a vida.

E após a consumação dos séculos
O espaço se abrirá mostrando o caminho
Da aurora boreal ao espírito do paraíso.



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h39
[] [envie esta mensagem]



 

AMOR

Amor palavra doce
Cheio de ternura e candura.
Amor é como se fosse
Uma jóia rara que sempre dura.
                        Amor é vontade de encontrar
                        Aquilo que a muito tempo se espera.
                        Amor é como uma janela
                        Onde os ladrões pulam através dela.
Amor, sorriso e lagrimas
Daquele que se doa.
Amor é esperança e caridade
Onde resulta na felicidade.
                        Amor como criança, coisa pura
                        Encontrada só no coração.
                        Amor também é afeição profunda,
                        Uma paixão.
O amor não é um sentimento a toa
Que se fala sem pensar.
O amor não mede distâncias para chegar;
É oferecer, perdoar e tudo recomeçar.


                                      

SEM ENCANTO

Quando tiveres uma semente,
Não abandones a toa;
Plante cuidadosamente
Que a seiva vai dar boa.
                        Para curar tua doença,
                        Não importa quem a regue;
                        Cura dor de amor, mata a fome,
                        Se não for verdade não pegue.
Do tamanho de uma vela
Custa muito, não minta;
De longe é suave e bela,
De perto é borrão de tinta.
                        Nos momentos sem encanto
                        Para apagar desenganos;
                        Reflete a vida em um canto
                        E vive-se menos um ano.
Continuando sem rumo
Nada se pode ser;
Perde-se a vida, em resumo
Se acabar e morrer.

Por isso mate a semente
Para ela não viver;
Um cristão de fé não mente,
Viva ao invés de morrer.
                        E quando um dia o criador encontrares
                        Descobriras que não errastes;
                        Pois a vida não é só prazeres,
                        Existe também os desastres.



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h37
[] [envie esta mensagem]



RETIDÃO

Na cama de casal,
Em cima:
Uma criança.
                        E no choro quer falar:
                        - mamãe estou com fome!
                        Vem me dar mamá!
Sobre a mesa
Num canto do quarto,
Uma criança.
                        Ninguém a escuta
                        E ela chora forte,
                        Angustiante!
Sobre a cama um choro
E a solidão a invade
E o grito forte cessa.
                        Sobre a cama
                        No quarto
                        Apenas a criança...



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h36
[] [envie esta mensagem]



QUEM  AMA

Como uma ave ferida
Abatida por um predador,
Quem ama fere e é ferido
Por causa deste amor.
                                       Nos olhos da pessoa que ama
                                       Fazendo da vida uma canção,
                                       Brilhará uma eterna esperança
                                       Em que o caminho é o coração.
Na direção de um abismo
Ignora-se a arte de amar,
Perdendo a razão da vida
Passa-se somente a sonhar.
                                       Fazendo milhões de perguntas
                                       O amor irá se perder,
                                       Nestas respostas pré-fabricadas
                                       Pensando apenas em esquecer.
O tempo vai passando
Dá pra perceber,
Buscando a verdade do amor
Basta olhar pra entender

                                       Más, o amor se perde no além
                                       Quando o destino mostra o sofrer,
                                       Solitário em busca de alguém
                                       Passa então a morrer.



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h33
[] [envie esta mensagem]



É PRECISO  PARAR...

No reboliço da vida
É preciso parar...

Ligar as antenas,
Olhar bem longe;
Sentir no peito
O pulsar do sentimento
Acariciando o vento.

Ouvir os pássaros,
As ondas do mar,
As nuvens que passam.

Na agitação da vida
É preciso parar para escutar...

Refletir os atos,
Sentir a natureza,
Imaginar o mundo

Voar no além,
Perceber o infinito.

No cotidiano da vida
É preciso parar...

Varrer a casa,
Limpar a mente
Ouvir as palavras que
Ecoam no espaço astral.

Na existência de um ser
É preciso parar...

Rever o passado,
Imaginar o presente
Ouvir os anjos
Apreciar a natureza pressentir o absoluto;
O inefável espírito de amor.

É preciso para e sentir Deus...



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h30
[] [envie esta mensagem]



ANUNCIE

ANUNCIE...
  ANUNCIE...
     SUA VIDA PREGUE.
        GRITE...
           GRITE...
              QUE '  ÊLE '  FOI UM PROFETA...



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h28
[] [envie esta mensagem]



ETÉREO II

Andava pela vida
Calmo, sereno e pensativo...
  
Rua vazia de amor,
Agitada, confusa
No reboliço dos homens...

Parei de andar,
Olhei para o mundo;
Encontrei uma porta aberta
E entrei...

A igreja estava vazia,
Quieta e escura...

No alto majestoso,
Sacramentado;
Esta Jesus silencioso...


Entrei devagar, temeroso
Para ouvir e falar.
Olhei para frente e para os lados;
Não vi  ninguém...

Ajoelhei para rezar
E falar com alguém...

Falar por pensamento
E escutar sem nada ouvir;
Ouvir os ruídos e escutar o silêncio...

Passar os minutos
Sem pensar no tempo;
Fugindo da realidade;
Ficando preso  a  eternidade...

Estava tranqüilo  e límpido;
Me sentia realizado...

Me levantei, saí
Acordei na realidade da vida.
Lancei-me na agitação do tempo
E descobri que tinha sonhado...



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h26
[] [envie esta mensagem]



       FAMÍLIA

Quatro meninos, o Pai...
A caçula e a Mãe...
O canário, o coleira, o cachorro...
O gato, algumas galinhas no quintal...
E a família a espera...

Casa grande, quatro quartos, uma sala...
Dois banheiros, cozinha e copa...
A cama, o fogão, a tv...
A saúde, o trabalho, a paz...
E a família a espera...

A conta do mês, o carro...
A  vitrola  ligada toda a noite, a reza...
O gostoso almoço de domingo, a segurança...
A mãe cuida de tudo...
E a família a espera...

A espera da felicidade.



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h23
[] [envie esta mensagem]




VAGANDO

Terra, planeta paraíso.
Do alto o vôo amado,
Doce curtição...
Além do céu no horizonte
O arco-íris, mil estrelas,
 Mil caminhos, mil rumos
Querendo contemplar os sonhos
Vagando no infinito...
No mar, o tempo distante,
Chapéu de palha, saudades na vida.
Navegar... Nadar... No ar...
Como resto de uma criação,
A vida deixa de ser um constante movimento
E passa a ser uma ocasião remitente
Ofuscando sua beleza no fim,
No término da imensidão do espaço.
Ao encontro da saída
A sabedoria da simplicidade valia
No paraíso cantando em hinos
A esperança do além.
No encontro da fonte
No gosto do sabor da vida,
Torna-se puro e fértil
O facho de luz que reluz sem fim,
Entorpecendo no mar a mente.
No raio da noite perdida
Vagando uma vida, um coração,
Uma alma a endoidecer.

 




 Escrito por AFONSO SILVA às 22h06
[] [envie esta mensagem]



 NASCIMENTO

No infinito...
                   O bater do pequenino coração,
                   O mais minúsculo grão;
                   Numa inconsciente sorte,
                   De vida ou de morte!...
Na vida o encanto e a pureza
Se  perdem numa confusão;
Felicidade, decepção...
                   A incredulidade se perde no ar;
                   Um destino de vida ou de morte
                   Cujo abismo foi superado,
                   Na força absoluta do amor...
Na plenitude...
É consagrada a vida;
Sucumbindo o manto do além...
                   A resposta é aceita
                   Entre lágrimas de felicidade;
                   Ribombar de toques de cornetas
                   Numa saudação de vida



 Escrito por AFONSO SILVA às 22h05
[] [envie esta mensagem]



 


   ECONÔMIA

Dá de ti o quanto puderes
Para que no futuro bem próximo,
Possas colher com prantos de alegria
Tudo aquilo que um dia economizas-te.
                   Use todo o seu talento
                   Em benefício de um pobre sofredor;
                   Gaste tua energia e teu coração
                   Naquele ser que tem fome do salvador.
Reparte o dom que tens
Com aqueles que mais necessitam de ti;
Seja simples e justo em todos os momentos
Que andares no meio dos pequenos e carentes.
                   Que teu talento seja significante como a flor
                   E tua energia seja gasta no amor;
                   Que teu coração transmita confiança
                   Para que todos conheçam a esperança.
Some toda a uma vida
E descobrirás no fim dos tempos
Que economizas-te para a eternidade;
Talento, energia e o coração cheio de amor.

 





 Escrito por AFONSO SILVA às 22h03
[] [envie esta mensagem]



  AFEIÇÕES

O menino e o cão
O cão e o menino
O menino gosta do cão
O cão gosta do menino
O menino anda com o cão
O cão segue o  menino
O menino corre atrás da bola
O cão corre atrás do menino
O menino beija o rosto da mãe
O cão lambe o menino
O menino pega o ônibus para a escola
E um carro em alta velocidade pega o cão
O cão figa no chão esmagado
Sem medo da morte a sofrer
A história do cão se confunde
Com as lágrimas do menino.

 



 Escrito por AFONSO SILVA às 22h01
[] [envie esta mensagem]



      

PALAVRAS AO VENTO

Parado na estação da vida
O cotidiano é a condução;
No ponto do abismo
Uma parada para reflexão.
                                             Na direção da existência
                                             Muitas perguntas sem otimismo;
                                             Na caminhada de um sentimento
                                             Um perigo, um abismo.
Na existência de um passo maior
Preocupações de novos caminhos;
No resultado de uma aventura
Uma dúvida, uma incerteza.
                                             Na descoberta de um novo amanhã
                                             O infinito é uma esperança;
                                             No encontro do espírito absoluto
                                             O cruzamento de duas almas.
Numa única dimensão
A beleza da vida;
O esplendor da natureza
Uma coragem, uma conquista.



 Escrito por AFONSO SILVA às 21h59
[] [envie esta mensagem]



    

   AUSÊNCIA

É   nos momentos de tristeza
e profunda agonia que descobrimos
o verdadeiro sentido da vida.

                                 É nos minutos de solidão
                                procurando satisfazer o ego perdido,
                                que reencontramos um velho amigo.

É na falta de amor e na ausência de confiança,
que aparentemente esquecemos o extenso cosmos;
afundando no abismo da incompreensão.

                                     É na utopia do realismo
                                    que se perde o paladar do universo,
                                    esquecendo de continuar o livro eterno.

É na inconstância da vida
que surge uma esperança reluzente
no coração do homem.


                                     É na carência do amor familiar
                                    que o mundo desfaz-se em trevas,
                                    corroendo-se em dor e extrema agonia.

É na inexistência que se descobre que existe;
e por isso o sopro da eternidade é mais belo
quando a caminhada se concretiza em Deus.

                                           É em busca de reflexão que o poeta para
                                          mostrando seu paraíso, tornando-se
                                          invensível e etéreo; eterno.

 



 Escrito por AFONSO SILVA às 21h57
[] [envie esta mensagem]



   

  INFINITO

NASCER...
VIVER...
MORRER...

EM TRÊS TEMPOS,
UMA PASSAGEM...

AO ETERNO.

 



 Escrito por AFONSO SILVA às 21h56
[] [envie esta mensagem]



     VISÃO

Tem na alma
a simplicidade
e na carne
a luta
de uma vida
de esperanças!

Tem na natureza
a beleza
de um sonho
um paraíso!

Tem no peito
a coragem
de um lutador!

Tem na mente um dom
e na boca
as palavras são escritas
através das mãos!

Tem no sonho
a pureza
e na realidade
uma vida!




 Escrito por AFONSO SILVA às 21h55
[] [envie esta mensagem]



        PARALIPSE

No final desta jornada
Em que a vida degenerada
Neste incompreendido universo,
Desaba do abismo, surge...
O encontro do sentido.
Tormento fantasmagórico...
No fim deste livro gerado
No princípio do espaço
Conturbado pelo absinto
Do dia a dia, do renascer
Talvez uma resposta...
Do respirar da flor.
Tormentos do cotidiano...
Perdido nesta utopia
De luta, trabalho e justiça;
A esperança, a fé e a crença
Enfatiza-se como um dilema:
O mistério revela-se...
Para a destruição obscura da vida.
Tormentos sepulcrais...

O segredo de um nascer
No esplendor e o encontro do paraíso;
Se confundem como disco de metal
Na paranóia ao infinito...
O apocalipse.
Tormentos do paralipse...



 Escrito por AFONSO SILVA às 21h53
[] [envie esta mensagem]



         ESTRADA

Estrada vazia
               duvidosa
               inquieta
                     com seus altos e baixos
                     no seu vai e vem.
Estrada sem rumo
               Sem parada
                Sem fim        
                       com seu dia a dia,
                       nas alegrias e tristezas.
Estrada de pobre
               de rico
               de ninguém
                         caminhos da vida
                         em uma só direção.
Estrada do inocente
               da prostituta
               do abandonado
                      rota de um destino
                      ou uma ilusão?

Estrada do antes
               do agora
               do depois
                      rumo do abismo;
                      de um outrora futuro!
Estrada da carne
               da existência
               da alma
                        direção do universo
                        na concretização do infinito.
Estrada do órfão
               do operário
               do mendigo
Estrada da vida...



 Escrito por AFONSO SILVA às 16h25
[] [envie esta mensagem]



       VIAGEM

Quando me encontro só,
Meu pensamento se perde a sonhar.
Nesta ilusão de vida que vem e anuncia
Com seu peito úmido e frio,
Sob o manto da noite,
Naquela discreta moradia,
Que te indaga pela tua volta;
Projétil de vida que o tempo é uma espera
Quando começa a navegar contra a noite,
Embriagada de vistas avermelhadas,
Enfumaçadas de amor...
E chora  e ri,
E canta  e cala;
E cala;
Quando começa a enlouquecer
Com murmúrios de ventos,
Cochichos de bichos,
Coaxos de sapos, sedução macabra
De sonhos insolentes, de olhos no luar.
E então sorri...



 Escrito por AFONSO SILVA às 16h12
[] [envie esta mensagem]



       ETÉREO I

Tinha algo preso na garganta.
Um grito sufocado,
Uma dor que se arranca,
De uma fuga de palavras
E montes de versos e rimas
Que flutuam nas encostas da mente...
É noite, e nesta solidão,
Nessa escuridão sisuda,
Nesse silêncio sepulcral,
Mesmo aqui no alto do morro
Não se sente vontade
De falar, de cantar,
Nem de poetizar...
A vida já não acontece.
A carne corroe em cinzas,
O amor congelou no silêncio,
O nome fica esquecido;
O morto vive na alma,
Sonhos do etéreo,
O início ou o fim...



 Escrito por AFONSO SILVA às 16h09
[] [envie esta mensagem]



 

MISTÉRIO DO TEMPO


Ao longe um pensamento
que brilha como uma estrela,
navega como um cometa
cruzando a dimensão do universo.

Na encruzilhada do mundo
como cavaleiro da noite luzente;
surge como raio incandescente
abrindo o véu do mistério.

Arrancando osegrêdo da lâmina enfeitiçada,
Libertando o corpo da alma
Em busca do sol soberano.

Surge a balança da vida
julgando o passado, a existência do homem
na ordem que emana além do mar.



 Escrito por AFONSO SILVA às 16h04
[] [envie esta mensagem]



     

DESCOBERTA


DEUS...
Estou pensando em ti
Penso porque quero te falar,
Falar tudo o que sinto
E também te sentir,
Sentir para...
                    Sabes Deus...
                    Quando o dia vem raiando
                     Noto tua presença no esplendor do amanhecer.
Pôcha Deus!
Como és lindo!
Tudo é maravilhoso e cheio de fascínios,
Tudo é belo e encantado.

                        Deus...
                        Estou a te imaginar;
                        Gracioso Espírito celestial;
                         Mistério do amor encarnado
                         Nesta vida de surpresas.
Olha...
Ouço a tua voz,
Macia, serena, acariciante;
Noto que me chamas,
Quase não entendo;
Sei apenas que me queres,
Pois vejo tuas mãos
Vindo de encontro as minhas.
                                Sabes Deus...
                                Quando penso no amor
                                Agora aqui no crepúsculo
                                Em que a tarde vai morrendo,
                                Sentindo tuas mãos quentes a me apertar
                                Sei que me amas.
Olha...
Escuto teus passos que se perdem aos poucos
Nesta noite de luar, no universo;
Onde mais nada me falta,
Pois notei tuas pegadas
E sei que me queres.
                                      Pôcha Deus!
                                      Como és belo.

 



 Escrito por AFONSO SILVA às 16h02
[] [envie esta mensagem]



NA  CALADA  DA NOITE

No silenciar da noite,
No ar que respiro
No gemido dos que sofrem,
Na minha oração
Eu escuto uma voz
A sussurrar em meus ouvidos:
Siga-me, deixe tudo
Vem, vem ao meu encontro.

Na indecisão
Eu paro e reflito:
Descubro que alguém me procura,
Como procura todos os jovens
Que com coragem e dedicação
Ajudam na obra da salvação.

Servindo  de instrumento de libertação
No trabalho do reino de Deus;
Esses jovens vão caminhando
Na escolha de sua vocação...



 Escrito por AFONSO SILVA às 15h57
[] [envie esta mensagem]



         EVASÃO

As  vezes é preciso parar,
parar a máquina do tempo,
da mente e da vida.
É preciso respirar,
sentir a natureza que vibra,
ver a noite que chega,
amar o mundo que envelhece!
ou será o homem?
As vezes é preciso fugir da rotina,
pisar firme no mundo,
descobrir novas fronteiras
e escolher um novo rumo.
Na solidão uma esperança;
na procura um encontro
de paz, de amor e de vida.
Aventura, muita aventura...
As vezes é preciso parar,
observar o mar, as estrelas,

curtir o mundo.
É  preciso escutar a voz  do vento,
Amar a flor, viver Deus.
Deus!  Deus!  Deus!
 O infinito se perde na dimensão do espaço.
Loucura, etéreo, além; alado mutante...
Mundo sem fim!
Espaço sideral!
Inconstante homem, infinito, eterno;
Na existência da vida.



 Escrito por AFONSO SILVA às 15h32
[] [envie esta mensagem]



     SUPLÍCIO

Na cama nós dormimos
Na mesa nós comemos
Da guerra nós fugimos
Com esperança nós vivemos
Em busca do amor,
Em arremessada procura
Na busca do infinito,
Para ele não se perder.

Na rua nós andamos
Na igreja nós rezamos
A sêde as vezes matamos
E a fome nós...
É, e a fome?
Será saciada?



 Escrito por AFONSO SILVA às 15h23
[] [envie esta mensagem]



         A   CHUVA   PASSA

A  chuva  passa...
               Aguaceiro Forte
               Intenso
               Frio
A chuva passa...
               Preocupação do que tem para Comer
               Vestir
               Viver
Enchurrada grotesca de dias e noites
Relembrando a inundação do planeta.
                   Gotas de orvalho Desempregado
                   Mendigando
                   Abandonado
A chuva passa...
                   Ganha pão do Operário
                   Padeiro
                   Funcionário
Lutas de vidas no dia a dia
Em busca da sobrevivência.

                   Chuva do homem Bicho
                   Desprezado
                   Aprisionado
A chuva passa...
                   No dia final, da vida e da morte
                   da mentira e da verdade
                   da justiça crucial
A chuva passa...
Porque existe um sol sempre a brilhar.



 Escrito por AFONSO SILVA às 15h21
[] [envie esta mensagem]



AMOR É...

O AMOR É...
                     PÉS,
                     BRAÇOS,
                     MÃOS,
                     PERNAS,
                     LÁBIOS,
                     CORAÇÃO E CABEÇA.
O AMOR É UMA PESSOA...



 Escrito por AFONSO SILVA às 14h52
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]